19 de jul de 2010

Túmulo de rei na Guatemala é descoberto

Mascara de chak-akh, descoberta no túmulo

Uma equipe de arqueólogos descobriu na Guatemala o túmulo de um rei maia repleto de esculturas muito bem conservadas, cerâmica e ossos de crianças.


Descoberta em Maio, a câmara mortuária, que data de entre 300 e 600 anos dC, sob a pirâmide "El Diablo" na cidade de El Zotz, na região florestal de Petén.

O túmulo fechado ajudou a preservar tecidos, esculturas de madeira e cerâmicas coloridas.
"É como o Fort Knox, um depósito de riqueza com tecidos e artigos comerciais, e isso é o que surpreende", disse Stephen Houston, quem lidera os trabalhos de escavação em El Zotz e é ligado à Universidade de Brown, nos Estados Unidos.

Durante os funerais dos reis maias, frequentemente adolescentes eram sacrificados, mas nesta descoberta incomum em El Zotz, os arqueólogos encontraram ossos que pertenciam a crianças, inclusive uma de apenas um ano de idade.

O túmulo mostrou evidências de que o rei foi sepultado em traje tradicional de dança, decorado com conchas do mar e jade.

El Zotz está localizado perto das ruínas de Tikal, um popular destino turístico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós! Obrigado!